Nadilva, autenticidade é a sua marca


Faz parte da nossa cultura a valorização de vínculos duradouros. Para isso, mantemos um ambiente de transparência, respeito e constante incentivo ao desenvolvimento dos nossos funcionários. Temos orgulho das pessoas que foram e daquelas que continuam sendo protagonistas da nossa história.

Um desses exemplos é a Nadilva, a nossa funcionária em atividade com mais tempo de casa - há 39 anos, ela compartilha a sua história com a da Grendene.

Contratada pessoalmente por um dos fundadores, o Alexandre Grendene, Nadilva passou a integrar a equipe de cerca de 200 funcionários em 1978, no Faturamento, quando a Grendene dava os primeiros passos no mundo da moda e contava com uma pequena unidade na cidade de Farroupilha (RS). De lá para cá, fez parte de incontáveis marcos da nossa trajetória, dentre os quais ela destaca o ano de 1979, quando a empresa ficou conhecida nacionalmente por conta do sucesso da Melissa; a saída da primeira máquina injetora de Farroupilha para Fortaleza (CE), decisão importante que fez da Grendene o que ela é hoje; e a abertura de capital, em 2004.

Ao ser questionada sobre algum elemento da cultura da empresa que perpetuou-se ao longo do tempo, ela rapidamente responde “a preocupação constante com as pessoas. Desde o início, cultivamos o entendimento de que a fábrica não pode parar, pois temos responsabilidade com os funcionários e seus familiares”.

Desde 1986 atuando na área Financeira, Nadilva, que atualmente é Supervisora, diz que desenvolveu-se junto com a Grendene e que continua acordando para trabalhar com o mesmo entusiasmo do primeiro dia.

Para quem está chegando e para aqueles que têm o desejo de fazer parte, Nadilva define a Grendene como uma empresa de muitas oportunidades, onde é possível conviver com várias culturas, em um ambiente informal e de muita autonomia.

Autêntica em suas colocações, ela encerra dizendo “eu sigo trabalhando porque a relação que mantenho com a Grendene é positiva para a empresa e para mim, aqui sou constantemente desafiada e eu amo desafios”.